#Fato: Moro solicitou afastamento do governo para cuidar de assuntos particulares

“Afastado

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, solicitou afastamento do cargo ‘para tratar de assuntos particulares'”

A informação é #Fato!

Viralizou nesta semana, uma montagem que afirma o afastamento do ministro da Justiça, Sergio Moro, de suas atividades governamentais. No auge da polêmica por conta de supostos diálogos em relação a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, o ministro ficará afastado do cargo “para tratar de assuntos particulares”. A licença vai ocorrer de 15 a 19 de julho, e foi autorizada por despacho presidencial publicado através do Diário Oficial da União.

Além disso, a assessoria do ministério argumentou que se trata de uma licença não remunerada prevista em lei: “Por ter começado a trabalhar em janeiro, o ministro não tem ainda direito a gozar férias. Então, está tirando uma licença não remunerada”.

De acordo com o ministério, o afastamento já estava sendo planejado há muito tempo. desde que o ministro assumiu, com isso, não tem relação com o tamanho da repercussão de supostos diálogos entre o ministro e procuradores da Lava Jato, divulgadas pelo site The Intercept Brasil.

Otávio do Rêgo Barros, o porta-voz da Presidência, enfatizou que a semana de licença de Moro “faz parte do contexto de reenergizar o nosso corpo para prosseguirmos no combate”. “Trabalhar é importante, mas descansar também faz parte do contexto de reenergizar o nosso corpo para prosseguirmos no combate”, informou.

Inclusive, ele destacou que ainda como juiz federal, no ano passado, Moro realmente planejava tirar férias com a família em janeiro, porém, adiou os planos para o mês de julho depois de assumir o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública.