#Exagero: Parlamentares de Portugal pedem cancelamento de visita de Jair Bolsonaro

Nesta segunda-feira (5), circula pelas redes sociais uma imagem que afirma que “parlamentares de Portugal querem que visita de Bolsonaro seja cancelada”. Entretanto, apenas o  partido português Bloco de Esquerda, aliado do presidente socialista Marcelo Rebelo de Sousa, tomou esta posição. Por isso a informação é #Exagerada!

Na última quinta-feria (1), o bloco lançou um comunicado pedindo o cancelamento da visita de Jair Bolsonaro ao país, prevista para o ano que vem. Eles criticaram as recentes declarações do presidente brasileiro sobre o ativista Fernando de Santa Cruz (o qual foi dado como desaparecido em 1974, em Ditadura militar).

Além disso, o partido português lamentou o fato de Bolsonaro ter usado de ironia para dizer que um dia contará o que aconteceu com Santa Cruz ao seu filho, que “não vai querer saber a verdade”. Com isso, justifica que a visita do presidente brasileiro indicaria uma concordância de atitudes, como se fosse “conivente com a constante falta de respeito à democracia demonstrada pelo atual governo” e assim, pede ao Ministério de Relações Exteriores seu cancelamento.

“Os portugueses não podem manter-se indiferentes frente a um presidente que, como diz a Ordem dos Advogados do Brasil, parece ignorar os fundamento do Estado Democrático de Direito, entre eles a dignidade da pessoa humana, na qual se inclui o direito ao respeito da memória dos mortos”, acrescenta o comunicado.

Em maio deste ano, o presidente português conversou com Pedro Bial sobre a empatia entre povos:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Conversa com Bial (@conversacombial) em

v