‘Quarto do Pedrinho’: jornalista narra caso assustador em apartamento de SP

Para se pensar bem antes de alugar um apartamento, o jornalista e especialista em museologia Paulo Terron narrou uma história que diz ser real e ainda assustou muita gente nos últimos dias.

Através de sua conta no Twitter, ele contou a história do Quarto do Pedrinho, que era o cômodo no apartamento onde um amigo dele morou por anos. A saga se iniciou quando esse mesmo amigo achou que era favorável alugar um imóvel super bem localizado por um aluguel baratíssimo. Mas havia um porém: a única condição era nunca abrir um quarto que estava trancado.

Terron fala que o quarto ficou trancado por anos e ainda foi apelidado pelo grupo de amigos, que fazia festas no apartamento, como Quarto do Pedrinho. Havia até uma lenda que se você batesse duas vezes na porta do quarto, o Pedrinho, bateria uma de volta.

Para ficar ainda mais bizarra a história, o jornalista relata que o quarto trancado não era a única coisa esquisita no apartamento. De acordo Terron, era bem comum coisas beirando o sobrenatural acontecerem. Por exemplo, a conta de luz sempre era alta, mesmo quando os moradores estavam viajando.

Até que um dia pareceu uma boa ideia abrir o quarto e você não vai acreditar no desfecho dessa história! Veja na galeria acima.

O prédio em questão é o edifício Baronesa de Ary, na Avenida Paulista. O imóvel já foi símbolo da alta classe que morava na região nos anos 1960, porém, foi interditado no início dos anos 1990 por conta da degradação. Na época, foi apelidado de Treme Treme da Paulista.

Inclusive é o mesmo edifício que chef Fogaça foi eleito síndico. Depois de assumir a administração do lugar, o jurado do Master Chef teve vários problemas, incluindo ossos quebrados e uma pneumonia. E ai, será que o Pedrinho tem alguma coisa a ver com isso?