É falso que vídeo mostra fornos crematórios chineses enviados à Argentina

65

Circula nas redes sociais um vídeo afirmando que fornos crematórios chineses foram enviados à Argentina. Segundo a publicação, a Argentina irá utilizar a vacina produzida pela empresa chinesa Sinovac Biotech e ainda faz um “alerta” de que, por usar a mesma vacina, São Paulo deverá receber os fornos também.

“São as novas câmaras crematórias modernas que serão enviadas a todos os países que têm, obedientemente, pandemia, quarentena e vacinação obrigatórios porque se sabem que, posteriormente, os humanos que receberem essas vacinas morrerão” – diz um homem em espanhol em vídeo que vem circulando nas redes. (Fonte: Reprodução)

Essa informação é falsa. Não ê verdade que fornos crematórios chineses foram enviados à Argentina. Os equipamentos, na verdade, são fornos de biomassa voltados à desidratação de forragem. A Apisa, empresa cujo logo aparece estampado nas máquinas, é especializada na desidratação de forragem, armazenamento de cereais e tratamento de biomassa.

Também é falso que o vídeo tenha sido gravado na Argentina. As imagens, na verdade foram feitas em em Tarragona, na Espanha. Em resposta a um tweet, as autoridades portuárias locais afirmaram que a gravação mostra equipamentos que seriam enviados à Romênia.

Em relação a afirmação sobre a Coronavac ser aplicada na Argentina, mesmo que o país tenha assinado um memorando de intenções para o fornecimento da vacina, ela não é a única opção de imunização para o país. A Argentina contará também com um dos laboratórios responsáveis pela produção da vacina da AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford. Além disso, o governo também já anunciou a compra de doses da Sputinik V, imunização produzida na Rússia, e já declarou interesse nas vacinas da Pfizer.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.