Boato sugere que Cristina Kirchner tomou vacina contra Covid-19 sem máscara

97

Circula nas redes sociais uma foto da vice-presidente Argentina, Cristina Kirchner, sendo vacinada. Segundo a legenda que acompanha a publicação, Cristina estaria, sem máscara, recebendo a vacina contra a Covid-19. O post ainda aponta que a enfermeira não usa máscara ou luvas e diz que a seringa parece não ter agulha. A publicação começou a circular após o início da vacinação contra a Covid-19 na Argentina, na última terça-feira (29).

“A vice-presidente argentina é a primeira mulher a ser vacinada sem agulha, sem luvas e sem seringa, também sem máscara, nem a enfermeira nem ela.” – Legenda do post que circula no Twitter. (Fonte: Reprodução)

Essa informação é falsa. Não é verdade que a vice-presidente Argentina, Cristina Kirchner, tenha recebido a vacina contra o novo coronavírus. A foto que circula nas redes sociais, na verdade, é de 2013. O registro foi feito quando Cristina ainda era presidente do país e promovia a campanha de vacinação contra a gripe. A imagem foi compartilhada por Kirchner no Twitter em 21 de março de 2013.

Como a imagem é de março de 2013, muito anterior à pandemia, ainda não existia a recomendação sobre o uso de máscara. O uso de luvas para aplicar vacinas também não era obrigatório, segundo a OMS. A organização recomenda o uso de luvas apenas em procedimentos com seringas que envolvam risco de contatos com fluidos corporais, como a coleta de sangue, em casos em que há risco de sangramento ao aplicar a vacina ou se as pessoas envolvidas tiverem alguma lesão aberta que cause risco de contaminação.

Segundo recomendações da Organização Mundial da Saúde, o correto é que a pessoa que vai aplicar a vacina higienize bem as mãos entre cada aplicação. Tanto o ministério da Saúde do Brasil, quanto o da Argentina, seguem recomendações da OMS.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.