É falso que Venezuela não enviou cilindros de oxigênio para Manaus

107
É falso que Venezuela não enviou cilindros de oxigênio para Manaus (Foto: Reprodução)
É falso que Venezuela não enviou cilindros de oxigênio para Manaus (Foto: Reprodução)

Circula nas redes sociais a informação de que o governo da Venezuela não enviou cilindros de oxigênio para Manaus, e que a doação veiculada pela imprensa, na verdade, foi capitaneada por uma empresa privada.

No entanto, a informação é falsa. O governo da Venezuela enviou para Manaus um total de 107 mil m³ de oxigênio, proveniente da estatal Siderúrgica del Orinoco (Sidor), localizada na Zona Industrial de Matanzas, estado de Bolívar.

A informação foi confirmada pelo governo do Amazonas. Em outra ação, a White Martins, empresa fornecedora de oxigênio, importou da Venezuela outros 30 mil m³ de sua planta localizada no Polo Petroquímico de José, no estado de Anzoátegui. Mas esse outro carregamento “é uma operação entre as empresas do grupo, sem envolvimento do governo”.

Em 14 de janeiro, o chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, informou por meio de sua conta no Twitter que a Venezuela iria ajudar a cidade de Manaus, colocando à disposição oxigênio para atender à contingência sanitária. De acordo com o diplomata, os cilindros saíram da Siderúrgica del Orinoco (Sidor) para seguir rumo ao país na sexta-feira (15). O senador Telmário Mota (PROS-RR) publicou em sua conta no Twitter, nesta segunda-feira (18), um vídeo do momento da chegada dos caminhões com o oxigênio na fronteira entre Brasil e Venezuela. A previsão é que os cilindros cheguem à capital amazonense nesta terça-feira (19).

Em entrevista ao Opera Mundi, o chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, afirmou que a planta industrial da Sidor estava desativada, mas foi retomada no ano passado. “O oxigênio que produzimos nesta fábrica é suficiente para atender essa região da Venezuela e ainda contribuir para aliviar a emergência do Brasil”, informou.

A empresa White Martins, por outro lado, identificou a disponibilidade de oxigênio em suas operações na Venezuela. Cerca de 30 mil m³ de oxigênio saiu na segunda-feira (18) da planta do grupo localizada no Polo Petroquímico de José, na cidade de Barcelona, no estado de Anzoátegui, com previsão de chegar a fronteira na quarta-feira (20), e a Manaus na sexta-feira (22).

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.