Estudo britânico não prova que vermífugo usado contra piolhos reduz mortes por Covid-19 em 75%

83

Circula pelas redes sociais que pesquisadores da Universidade de Liverpool, na Inglaterra, concluíram recentemente que a ivermectina, vermífugo usado contra piolhos, reduz mortes por Covid-19 em até 75%.

No entanto, uma meta-análise produzida por pesquisadores da Universidade de Liverpool sobre a ivermectina indica que, em um número limitado de estudos, o número de mortes entre voluntários com Covid-19 que tomaram ivermectina foi 75% menor do que no grupo de controle. Contudo, os próprios pesquisadores ressaltam que isso não comprova que a droga é eficaz no tratamento.

Os estudos ainda são poucos e, na sua maioria, de baixa qualidade. Os autores sustentam, contudo, que esses resultados justificam a realização de estudos clínicos de larga escala com o remédio. O estudo não foi revisado por partes e não foi publicado em nenhuma revista científica. Os autores disponibilizaram o conteúdo no site Research Square.

Os pesquisadores britânicos fizeram uma meta-análise, ou seja, um estudo sobre estudos, de 18 trabalhos envolvendo o tratamento de Covid-19 com ivermectina, envolvendo no total 2.282 pacientes. Em seis deles, com casos de infecção moderada ou grave do vírus, foi identificada uma redução de 75% na mortalidade nos pacientes que foram tratados com ivermectina. Contudo, no próprio estudo, os pesquisadores reconhecem que isso não significa que a droga reduz o número de mortes nessa proporção.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.