Primeiro-ministro do Reino Unido nega fala polêmica sobre lockdown

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, negou, nesta segunda-feira (26), ter dito uma fala polêmica sobre o lockdown, como apontado pela imprensa. Segundo tabloide britânico, o político teria declarado preferir “corpos empilhados aos milhares” a decretar um terceiro confinamento.

+ EUA passam a vacinar toda a população a partir dos 16 anos

Segundo uma fonte do jornal, a frase veio após a imposição do segundo lockdown, aceito com relutância pelo primeiro-ministro. Também de acordo com a fonte, Boris Johnson odeia a ideia de isolamento e afirmou que “não há evidência de que eles sequer funcionem”. Após o ministro ter contrariado as afirmações, novas fontes sustentaram a versão do jornal. 

Questionado por repórteres, Johnson negou ter feito os comentários. “Eu acredito que o importante, que as pessoas querem que façamos como governo, é ter certeza que os lockdowns funcionam, e eles têm funcionado”, respondeu. O chanceler Michael Dove demonstrou apoio ao primeiro-ministro e disse achar “inacreditável a ideia de que ele diria algo assim”.

Atualmente, o Reino Unido ultrapassa os 4,4 milhões de casos de Covid-19 e tem 127 mil mortos. 18,9% da população já está totalmente vacinada.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.