Anvisa barra testes da Butanvac em humanos; produção da vacina é iniciada

Nesta terça-feira (27), A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou o pedido de autorização do Instituto Butantan para dar início aos testes da Butanvac em seres humanos. As pesquisas clínicas em humanos correspondem às fases 1 e 2 dos testes do imunizante. Até agora, a vacina só foi testada em animais. 

+ Vacinação de grupos prioritários deve ser concluída em setembro, diz ministro da Saúde

De acordo com a Anvisa, o pedido de autorização e o protocolo do estudo clínico estão incompletos e não atendem aos requisitos necessários para a autorização dos estudos clínicos em humanos. A agência enviou ao instituto uma lista das informações e documentos solicitados para dar prosseguimento à análise, temporariamente interrompida. O prazo para resposta é de 120 dias.

A produção da Butanvac teve início nesta quarta-feira (28). Segundo Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan, em coletiva de imprensa, ao menos 18 milhões de doses estarão prontas para uso na primeira quinzena de junho, caso haja aprovação da Anvisa. A vacina é 100% nacional e será fabricada sem a importação de insumos.