UFMS desmente corte de 2 mil bolsas de assistência estudantil

A Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) desmentiu a informação falsa sobre o corte de 2 mil bolsas de auxílio estudantil, divulgada em veículos de comunicação da região. Em nota, a instituição afirmou que as notícias não procedem.

+ Tomás Covas desmente rumores sobre o pai, Bruno Covas: “Foi muito guerreiro”

“A UFMS, desde o início da pandemia da Covid-19, aumentou e cumpriu integralmente seu compromisso com todos os estudantes beneficiários de assistência estudantil, garantindo a permanência destes estudantes na Universidade, uma das prioridades da atual gestão. Esta situação persiste em 2021, mesmo com o orçamento aprovado, pelo Congresso Nacional, para o Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) em todas as Universidades Federais”, declarou a universidade.

O reitor, Marcelo Turine, reforçou que os benefícios dos programas de assistência estão garantidos aos alunos. Além disso, a UFMS informou que o reitor se encontra em articulação com o Ministério da Educação (MEC) para recompor o orçamento das universidades nos mesmos valores que em 2020.

A instituição negou, também, o encerramento de três cursos nas cidades de Ponta Porã, Coxim e Aquidauana, em decorrência das reduções orçamentárias para 2021. De acordo com a universidade, a suspensão dos cursos, em 2018 e 2019, ocorreu por insuficiência de demanda de estudantes para a formação de novas turmas.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.