Polícia indicia mãe de Nego do Borel por agressão à enteada e ela desmente acusações

A Polícia Civil do RJ indiciou Roseli Viana Gomes, mãe do cantor Nego do Borel, pela suspeita de lesão corporal contra a enteada, uma menina de 8 anos de idade. Além da matriarca do cantor, o pai da garota, Alex Alves Gomes, também foi indiciado por suspeita de maus-tratos. Roseli desmente as acusações.

++ Mãe de Nego do Borel nega agressão à enteada: ”Isso é uma tremenda mentira”

Polícia indicia mãe do cantor

As supostas agressões foram registradas pela mãe biológica da criança, na Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV), no Centro do Rio de janeiro, no dia 24.

O ”Bom Dia Rio” teve acesso a um relatório da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima que detalha a investigação. O documento da DCAV resume os depoimentos tomados até então e apresenta o laudo do corpo de delito feito na criança.

De acordo com o documento, Roseli teria batido na criança em pelo menos três ocasiões, com “chineladas, arranhões e tapas”, além de jogar xampu nos olhos da menina, na hora do banho, de maneira proposital: ”Fez constar o perito que a menina seria vítima de diversas agressões com arranhões, chineladas e tapas, praticadas por diversas vezes, e que a última agressão teria ocorrido no dia 17.”, afirma a DCAV.

Aliás, laudo do IML (Instituto Médico Legal), também já havia sido revelado, no dia 24 de maio, data do registro da ocorrência e apontou duas lesões no corpo da garotinha.

++ Justiça concede medida protetiva a Duda Reis e família contra Nego do Borel

O que disse a menina?

Em depoimento, a criança disse que Roseli esfregou uma quantidade de xampu em seus olhos para arder, como forma de castigá-la. O motivo seria porque a menina teria usado o xampu da madrasta, por engano. Além disso, foi agredida com tapas e chineladas.

Mais informações sobre o caso

A criança ficava com Roseli, na ausência do pai, este que tinha a guarda compartilhada com a mãe. Os pais biológicos revezavam a presença da filha quinzenalmente.

Ao retornar para casa após mais uma agressão, a garota resolveu contar o que aconteceu. No entanto, segundo a investigação, após saber que a filha estava em apuros, em vez de protegê-la, o pai a castigou. “Me colocou de pé, de joelhos (…)“, disse a menina, contanto que precisava revezar posições para apanhar.

A última agressão na casa do pai teria ocorrido no dia 17 de maio e resultou em hematomas nos braços.

Já á polícia, o casal desmentiu as informações de agressões.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.