Palácio de Buckingham nega que rainha Elizabeth II tenha aprovado previamente o nome da nova bisneta, Lilibet

O nome da segunda filha do Príncipe Harry e Meghan Markle, Lilibet Diana Mountbatten-Windsor, não teve aprovação prévia da rainha Elizabeth II, revelou uma fonte do Palácio de Buckingham à imprensa. 

+ Príncipe Harry e Meghan Markle batizam a segunda filha em homenagem a mulheres da família real

A herdeira, que nasceu na última sexta-feira (4), recebeu o nome de Lilibet em homenagem à bisavó. Entretanto, de acordo com a fonte, a monarca não foi consultada sobre o nome, o que contraria a versão de uma fonte próxima de Meghan e Harry, veiculada nos últimos dias. 

Apesar disso, um porta-voz do casal afirmou que, caso houvesse manifestação contrária da rainha, o nome não teria sido escolhido. O funcionário ainda mencionou uma conversa de telefone entre o príncipe Harry e a rainha, na qual ele teria contado a notícia.

O apelido Lilibet surgiu ainda na infância de Elizabeth II, quando ela tinha dificuldade em pronunciar o próprio nome. Na época, a família aderiu à alcunha. Quem também utilizava o apelido era o príncipe Philip, que faleceu em abril deste ano, aos 99 anos.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.