Funcionários da emissora de R.R. Soares alegam insalubridade no trabalho; direção nega

157

Funcionários da RIT TV, do pastor R.R. Soares, apresentador do “Show da Fé”, foram à coluna de Ricardo Feltrin e ao Ministério do Trabalho denunciar as condições de trabalho na sede da emissora, que consideram insalubres considerando os riscos da pandemia de Covid-19.

+ Polícia prende suspeito ‘branco’ de furtar bicicleta do casal que acusou jovem negro. Assista!

Os funcionários alegam que há aglomeração no local, além de pessoas idosas e com comorbidades em um ambiente que permanece com janelas fechadas e ar-condicionado ligado.

Procurada pela coluna, a direção da RIT TV negou as acusações e declarou que a emissora segue os protocolos de higiene e que não foi autuada pelo Ministério do Trabalho, que visitou o local.

Em contrapartida, os funcionários afirmam que as mudanças no local só passaram a acontecer após a visita do órgão, que encontrou, sim, problemas. Eles ainda dizem a emissora deu início a uma “perseguição” interna para descobrir o responsável pela denúncia.

Há um mês, os funcionários da RIT TV já haviam virado notícia após denunciarem acúmulo de funções no trabalho e cargas de horário de até 14 horas após demissão de funcionários.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.