FAKE NEWS: é falso que vacinados contra a Covid-19 podem ser detectados por Bluetooth

Mais uma FAKE NEWS envolvendo a vacinação contra a Covid-19 se espalhou pelas redes sociais e grupos do WhatsApp. Após a falsa declaração de que a vacina implanta um chip magnético no corpo humano, a história agora é a de que pessoas que tomaram a segunda dose passaram a receber e a emitir dados via Bluetooth.

++ Prefeitura do Recife desmente vacinação contra a Covid-19 a partir de 35 anos

Saiba mais sobre notícia falsa

Em um vídeo que circula pelas redes, um homem afirma que pessoas que receberam o imunizante estão se conectando à rede de wi-fi e podendo ser detectadas por aparelhos que possuem a tecnologia. Ele ainda pede para quem tiver dúvidas fazer um teste: olhar nos dispositivos, já que eles mostrariam algumas pessoas “marcadas”.

FALSO

Mas atenção: tudo isso não passa de mais FAKE NEWS. Segundo especialistas, a única forma de se gerar uma mínima interferência no Bluetooth seria através da implantação de um chip no corpo humano, o que obviamente não é possível se fazer quando se vacina. Portanto, se você já foi vacinado(a), você não vai sair aparecendo como uma opção nas caixas de som dos vizinhos.

++ Instituto Butantan desmente que vacinas tenham imã

Já no microblog Twitter, a notícia falsa virou motivo de piadas. ”Sinceramente boa parte das fake news que inventam da vacina pra mim são só propaganda positiva chip 5G? poder de magnetismo? conexão bluetooth? pô tudo muito útil manda umas 3 vacinas geladinhas aí”, disse uma internauta cheia de bom humor. ”Alguém afim de ativar meu bluetooth aí?”, questionou o segundo, desejando a primeira dose do imunizante.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.