Aécio Neves e vice contrariam Bolsonaro e negam fraude nas eleições de 2014

Em entrevista à Rádio Guaíba, nesta quarta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tentou descredibilizar, mais uma vez, a urna eletrônica. O mandatário afirmou que houve fraude nas eleições de 2014 e que Aécio Neves (PSDB) foi eleito presidente da República. “O nosso levantamento, feito por gente que entende do assunto e esteve presente lá dentro, garante que sim [Aécio foi eleito]”, disse.

+ Fake! Dilma não disse que segunda dose da vacina deveria ser aplicada primeiro

Em afirmação contrária à do presidente, o vice de Aécio Neves em 2014, o ex-senador Aloysio Nunes, negou que tenha ocorrido fraude. “A eleição foi limpa, nós perdemos porque faltou voto”, declarou em entrevista nesta quinta-feira (8).

Aécio Neves reafirmou a fala de Aloysio e comentou: “Eu não acredito que tenha havido fraudes nas urnas em 2014, tampouco acredito que nós estejamos fadados a viver eternamente com as urnas eletrônicas de primeira geração”.

Através do Twitter, o PSDB também se posicionou, criticando Bolsonaro.  “O jogo de Bolsonaro é claro. No risco de perder as próximas eleições, alega fraude – sem evidências, sem apresentar provas. Flerta com um extremo minoritário. O PSDB considera as eleições de 2014 limpas e confia nas urnas eletrônicas. Estará sempre na defesa da democracia”,  diz o tweet.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.