Primeiro-ministro japonês nega pressão do Comitê Olímpico para realizar os Jogos

3

Em entrevista internacional publicada nesta quarta-feira (21), o primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, negou ter sido pressionado pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) para manter as Olimpíadas de Tóquio apesar da Covid-19.

+ TOKYO 2021: 45 atletas que vão defender o Brasil nas Olimpíadas

“Nem um pouco [pressionado]”, afirmou o primeiro-ministro japonês, que garantiu: “Havíamos pleiteado as Olimpíadas porque as queríamos”.

Apesar do coronavírus, Suga considera o país preparado para sediar os Jogos. O líder japonês utilizou como exemplo eventos esportivos realizados recentemente em outros países, como a Eurocopa.

“Se você comparar nossos níveis de infecções em relação aos países estrangeiros, estamos muito abaixo”, disse.

Até o momento, o Japão contabiliza mais de 840 mil casos de Covid-19.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.