Agência de modelo que representa Kendall Jenner nega quebra de contrato de U$1,8 milhão

242

 

A agência que representa a modelo, Kendall Jenner, negou nesta quarta-feira (4) que ela tenha quebrado um contrato avaliado em U$1,8 milhão (cerca de R$ 9,4 milhões) movido pela grife italiana, Liu Jo.

++ Kendall Jenner nega que tenha postado foto falsa em protesto do “Black Lives Matter”

Qual o motivo da acusação?

A empresa apresentou uma acusação formal no Tribunal Distrital de Manhattan, em Nova York, e alega que a modelo não compareceu em sessões de fotos acordados em contrato. No entanto, ela participou apenas de um desses eventos e o segundo que deveria ter ocorrido em março de 2020 foi adiado por conta da pandemia de Coronavírus.

De acordo com a denúncia, a Liu Jo já pagou U$1,35 milhão à Kendall e 2019, pelos serviços prestados na época.

Além disso, a grife afirma que tentou várias vezes reagendar a segunda sessão de fotos, mas não obteve retorno da modelo.

++ Após boatos de affair com jogador de futebol, ex-BBB Kerline usa redes sociais para desmentir história

Representantes de Kendall se manifestam

Em nota enviado por e-mail, a The Social Managment, porta-voz da modelo, esclareceu que ela “ofereceu continuamente a Liu Jo datas e locais alternativos para cumprir um acordo que foi forçado a adiar por causa da pandemia do coronavírus”.

Ainda, o porta-voz conclui que a acusação de violação do contrato não possui “mérito”.

O comunicado também acrescenta que “Jenner se ofereceu de bom grado para completar os serviços honrando seus compromissos”.

Até agora, a modelo não se manifestou, apenas seus representantes se pronunciaram sobre o caso.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.