Alec Baldwin fala pela primeira vez sobre disparo acidental que matou diretora e feriu membro da produção em set de filme

Em entrevista ao Good Morning America, da ABC, realizada nesta quinta-feira (2), Alec Baldwin falou pela primeira vez sobre o acidente no set do filme “Rust”, que vitimou a diretora de fotografia, Halyna Hutchins. A diretora veio a óbito após ser atingida por uma bala disparada acidentalmente por Alec Baldwin durante o ensaio de uma cena.

++ Alec Baldwin mata acidentalmente diretora de fotografia com arma cenográfica durante gravações de filme

“Ela estava próxima à câmera, olhando para um monitor, me guiando sobre o ângulo no qual eu deveria segurar a arma. A arma não deveria ser disparada daquele ângulo. Estou segurando a arma onde me mandaram, que era bem abaixo do braço dela. Um ângulo que poderia nem ser filmado”, relatou Alec, descrevendo o momento do acidente. O ator contou que a diretora solicitou que ele engatilhasse a arma, sem puxar o gatilho de verdade. “Puxei o cão [do revólver] o máximo que eu podia sem engatilhar a arma. Eu solto o cão e ‘bang’, a arma dispara”, continuou Alec.

++ Amigos de Alec Baldwin afirmam que ator irá abandonar carreira após acidente com arma que matou diretora

Ator negou veemente a culpa pela morte da diretora

“Alguém colocou uma bala viva na arma, uma bala que nem deveria estar na propriedade”, disse Baldwin durante a entrevista. “Alguém é responsável pelo que aconteceu, e não posso dizer quem é, mas sei que não sou eu”, garantiu. “Eu nunca apontaria uma arma para ninguém e puxaria o gatilho. Nunca”, disse. “Honestamente, se achasse que fui o responsável, poderia ter me matado. E não digo isso levianamente”, desabafou Alec.

Arma deveria estar vazia

Todos os profissionais que estavam no estúdio ficaram em choque com o tiro de verdade. “A arma deveria estar vazia. Me disseram que tinha recebido uma arma vazia. Ela cai, eu pensei: ‘Desmaiou’?”, disse o ator.

Alec contou que só se deu conta do que havia acontecido cerca de uma hora depois do disparo. Todos que estavam no set foram retirados enquanto os médicos socorriam a diretora atingida. De acordo com Baldwin, a polícia chegou rápido, dentro de 15 ou 20 minutos. Na sequência, Halyna Hutchins foi levada de helicóptero ao hospital.

Alec só soube da morte da diretora após dar depoimento à polícia

O acidente, ocorrido em 21 de outubro, Alec Baldwin deu um depoimento à polícia. Foi nesse momento que descobriu o que havia acontecido. “Acho que há uma investigação criminal. Isso pode levar um tempo. Há todos os tipos de processos civis, e sinto que há muitos equívocos”, lamentou o ator.

Ator é contra uso de armas

Um fato que tem chamado a atenção do público neste caso é que, ironicamente, Alec Baldwin é abertamente contra a comercialização de armas nos Estados Unidos. O ator até mesmo já se envolveu em discussões públicas com membros do NRA, a associação armamentista americana.

Em 2018, Baldwin integrou uma iniciativa chamada NoRA, que reivindicava a diminuição da influência do NRA na política dos Estados Unidos após um tiroteio em que dezessete pessoas foram mortas. A iniciativa reuniu cerca de 130 celebridades e visou enviar uma carta aberta ao vice-presidente executivo da NRA solicitando um maior controle de armas.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.