Com câncer generalizado, Pelé desmente que sua situação de saúde tenha piorado

Na tarde desta última quinta-feira (10), Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, resolveu utilizar as redes sociais como recurso para desmentir alguns boatos. Acontece que o ex-jogador de futebol está enfrentando um câncer generalizado e muitos sites noticiaram que o atleta estava em estado grave. Já outros, foram mais longe e veicularam a informação de que o famoso havia falecido.

++Com câncer generalizado, Pelé recebe alta e deixa hospital em São Paulo

Nas redes sociais, Pelé desmente que seu estado de saúde seja grave

O eterno “Rei do futebol”, por sua vez, compartilhou uma foto todo bem-humorado e desmentiu que esteja mal ou morto. Na ocasião, o astro de 81 anos de idade, garantiu que se sente ótimo, apesar do diagnóstico e até mudou o visual: “Meus amigos, sei que tem gente buscando notícias sobre mim. Então, envio por aqui. Hoje eu tirei o dia para cuidar do meu visual! Desde o início da pandemia, a minha esposa tem sido minha cabeleireira favorita. Estão dizendo por aí que eu não estou bem. Vocês não acham que eu estou bonitão?”, escreveu o ex-atacante na legenda da publicação do Instagram.

Confira:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Pelé (@pele)

O maior jogador de todos os tempos também fez questão de publicar a mesma legenda em inglês, para não haver dúvidas. Aliás, Pelé fez a mesma publicação em outras redes sociais, como no Twitter, por exemplo.

Saiba mais – câncer de Pelé

Pelé tem um tumor no intestino, um no fígado e o início de um no pulmão. O que mais preocupa os médicos é o do fígado, por não poder ser retirado em cirurgia. Por conta da situação fragilizada, ele segue sendo monitorado de perto e realiza quimioterapia a fim de evitar que os tumores se espalhem pelo corpo.

++ Pelé se pronuncia sobre estado de saúde

De acordo com Pedro Ivo Almeida, comentarista dos canais Disney, ainda em janeiro deste ano, Edson tem ido ao hospital Albert Einstein, em São Paulo, para tratar um câncer generalizado. Portanto, o retorno ao médico em fevereiro já era esperado. Já segundo a “ESPN”, em janeiro, a ida de Pelé ao hospital não se tratava de uma emergência. O ‘Rei’ na realidade esteve novamente no local para seguir o tratamento do câncer e verificar o quanto a doença já havia se espalhado.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.