Aos 81 anos, morre em São Paulo o jornalista Arnaldo Jabor

Na madrugada desta terça-feira (15), o cineasta, cronista e jornalista Arnaldo Jabor faleceu aos 81 anos em São Paulo. Segundo informações do G1, ele estava internado desde dezembro de 2021 no Hospital Sírio-Libanês.

++ Bob Saget, ator de Três é Demais, morre aos 65 anos

Causa da morte foi divulgada

No final de dezembro, um boletim médico apontou que Jabor teve uma melhora progressiva do quadro neurológico e se encontrava consciente. O artista havia sido hospitalizado após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). De acordo com as informações da família, ele faleceu por volta da meia-noite, em decorrência de complicações do AVC.

A informação foi confirmada pela família nas redes sociais: “Jabor virou estrela. Meu filho perdeu o pai. E o Brasil perdeu um grande brasileiro.“, escreveu Suzana Villas Boas. O cineasta deixa uma filha, Carolina Jabor, que também atua como diretora e produtora audiovisual.

Saiba um pouco mais sobre carreira e trajetória de Arnaldo Jabor

Jabor se tornou mais conhecido por seus comentários nos telejornais da TV Globo desde os anos 1990. No Jornal Nacional, seus comentários ácidos e precisos sobre questões políticas sempre rendiam grande repercussão.

++ Relembre: lista com 25 famosos que morreram em 2021

Além de ser comentarista em vários programas nas telinhas do “plim-plim” ele também fez carreira no cinema. Seu longa “Eu sei que vou te amar” (1986), foi indicado à “Palma de Ouro” de melhor filme do Festival de Cannes. O filme rendeu o prêmio de atuação para a atriz Fernanda Torres.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.