Gabriel Monteiro tem dez dias para apresentar defesa em processo de cassação de mandato

Nesta última terça, 26, iniciou o prazo de dez dias úteis para que o vereador Gabriel Monteiro (PL) apresente uma prévia de defesa no processo de cassação de mandato, que decorre na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. O ex-PM tem até 9 de maio para protocolar argumentos a seu favor, além de provas e testemunhas para depor em seu processo.

++Gabriel Monteiro pode ser enquadrado na lei de sua autoria no Rio. Saiba mais!

O vereador foi notificado sobre a abertura do processo na última segunda, 25, após três tentativas sem sucesso na semana passada. Gabriel responde a diversas denúncias.

++Assessor e advogado de Gabriel Monteiro diz que vai sair do caso

O Conselho de Ética terá uma nova reunião para discutir sobre a quebra do sigilo do processo. Sendo assim, a abertura dos depoimentos podem ser abertos ao público. A pauta será debatida nesta terça, entre os oitos membros do colegiado.

Gabriel responde a processos que podem rifar sua cadeira na Câmara Municipal do Rio, além de impossibilitá-lo de se candidatar a deputado federal, sua atual pretensão. Na ocasião, contra ele correm as situações relatadas em reportagens pelo Fantástico, na TV Globo, onde teria exposto crianças e pessoas em situação de vulnerabilidade em vídeos editados e gravados sob direcionamento para gerar engajamento. Também será analisada pelo conselho a investigação policial que envolve abuso s** e moral contra ex-assessores, além de um vídeo no qual o parlamentar supostamente apalpa uma menina de dez anos.

Nas redes sociais, Monteiro continua rebatendo as acusações, além de crescer, significativamente, o número de seguidores. “Irei postar, seja inocência ou me culpando. Estou tranquilo, sei que nenhuma denúncia tem fundamento. Relacionado a crime s**. Só queria uma coisa, se comprovar minha inocência, as pessoas compartilharem igual fizeram com as acusações!”, escreveu.

Depois da apresentação da defesa de Gabriel Monteiro, os membros darão voz às testemunhas e prosseguirão com a análise de documentos e provas, estabelecido pelo prazo de 30 dias, podendo ser prorrogado por até 15 dias. O relator deve apresentar o parecer em até 5 dias úteis após a coleta de informações.

Todo o processo de cassação de mandato pode durar até 90 dias. Portanto, o destino de Gabriel Monteiro, o 3° mais votado do Rio, ficará entre junho e julho. Vale lembrar que, uma vez cassado, o parlamentar não poderá se candidatar a nenhum cargo público por 8 anos.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.