Karol Conká fala sobre cancelamento e ataques sofridos durante o BBB21: “Ódio só atrai mais ódio”

Nesta quinta-feira (28), Karol Conká falou em entrevista ao “Otalab” sobre o cancelamento, ataques e ódio que recebeu durante e após sua participação na 21ª edição do “Big Brother Brasil 21”. Karol Conká foi recordista de rejeição no reality, recebendo 99,17% dos votos.

++ Ex-BBB Rodrigo Mussi recebe alta do hospital após quase um mês do acidente: “Ele está motivado”

A cantora afirmou que o que mais a deixou chateada foram os ataques feitos a seu filho durante o confinamento. “Eu acredito na evolução. E não é jogando ‘hate’, ainda mais nas crianças, que você vai conseguir essa evolução. O ódio só atrai mais ódio”, declarou Karol.

++ Arthur Aguiar revela que ainda não sabe o que fará com o prêmio do BBB22

A rapper ainda disse que sabe quais são suas falhas, mas procura não devolver o ódio na mesma moeda. “Eu não tenho por que atacar meus haters com mais ódio. As pessoas cobram empatia sem ter. Eu aprendi na pele que tudo o que vai, volta”, desabafou Conká.

Karol Conká conversou com o filho sobre o ódio sofrido

Durante a entrevista, Karol Conká contou que, assim que saiu do reality, conversou com seu filho sobre como lidar com situações de ódio na internet. “A maneira de se defender nunca deve ser agressiva. Isso não leva a lugar nenhum. Isso não é participar de uma revolução”, observou a cantora.

Ao final da entrevista, Conká disse que está sempre buscando evoluir e aprender com suas ações. “O fato de eu ter tido atitudes negativas não me tira o direito de querer ser uma pessoa melhor e agir de uma maneira diferente”, concluiu a cantora.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.