Shop Ginger, marca de Marina Ruy Barbosa, contempla moda sustentável para mulher empoderada

Cores vibrantes, recortes divertidos e corações. E quem diria que, em um ano pandêmico como 2020, nasceria a marca da atriz e empresária Marina Ruy Barbosa. Com entusiasmo, Marina trouxe ao mundo, ainda timidamente, a sua primeira coleção como fundadora de uma marca que se diz sustentável em sua composição e traz o melhor da moda internacional para o Brasil.

++Marina Ruy Barbosa abre o jogo sobre relacionamento com Guilherme Mussi: “Ele foi se aproximando de amigos em comum para ir me cercando”

Escalando os degraus de um novo percurso, ainda mais dificultoso em um ano tão caótico, principalmente para o varejo, Marina apostou em cheio em sua marca, colocando sua criatividade e amor nas primeiras peças da Ginger, que em português se lê ‘ruivo’.

++Marina Ruy Barbosa relembra participação no ‘Dancinha dos Famosos’ aos 12 anos de idade

O que pareceu ser, inicialmente, um risco, aos poucos se tornou a melhor conquista da atriz no ramo da moda. Com poucos dias de lançamento, funcionando como um e-commerce, em um modelo dinâmico, colorido e super atemporal, as peças da Ginger ganharam performance e caíram no gosto das influenciadoras digitais mais populares.

Para quem começou com um tricot listrado e peças confortáveis para o formato ‘home-office’, alavancou seu conceito, conquistando seu espaço no mercado digital da moda. Coleções hipercoloridas, vestidos em estilo romântico e, para contemplar, uma parceria com a marca Schutz, que levou as cores e formatos da Ginger para os sapatos da marca, ganhando uma coleção especial.

De lá pra cá, sem dúvidas, a atriz ganhou seu espaço como empreendedora. Dividindo seus sonhos e expectativas na marca – quem chama de filha – Marina quer trazer uma nova arquitetura para a moda nacional, desenhando peças finas e sustentáveis para a mulher moderna.

Apesar de compreender que seu público está no digital, majoritariamente feminino, imersa ao clique, Marina quis testar um novo formato: o varejo físico. Se preparando para esta realidade, em um modelo pop-up que leva o laranja conceito da marca, a ruiva abriu uma loja em São Paulo em novembro de 2021.

O sucesso foi tanto que, pouco tempo depois, a fundadora declarou que sua marca ganharia uma loja fixa no Shopping Leblon, no Rio de Janeiro. Com pouco mais de 3 semanas de estreia, Marina dividiu que essa era a vontade das ‘Gingers’: estar em um ambiente que reforça o lifestyle da marca.

E é claro que o sucesso foi garantido. Ganhando cada vez mais reconhecimento, coleções criativas e atípicas, enfatizando a sustentabilidade e consumo consciente, tudo indica que a Shop Ginger veio para ficar e fazer história.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.