Após polêmica de separação, Karina Bacchi nega ler Bíblia 10h por dia

Na manhã deste sábado (21), após toda polêmica envolvendo a separação de Karina Bacchi, 45 anos, e Amaury Nunes, 39, a atriz resolveu se pronunciar e desmentir alguns boatos que surgiram. Através de seu Instagram pessoal, a loira negou os rumores de que leria a Bíblia cerca de 10h por dia e fez uma reflexão sobre sua religião.

++ Karina Bacchi explica decisão de abandonar de vez carreira de atriz: “Contra o que a bíblia diz”

Ao publicar uma foto com a bíblia em mãos, Karina escreveu um longo texto em seu feed do Instagram: “Viver a vontade de Deus não está em quanto tempo lemos a Bíblia diariamente. Quem me dera ter tempo para ler a bússola da vida 10 horas por dia. Essa não é minha rotina, mesmo acordando antes do sol nascer para fazer meu devocional antes de acordar meu filho. Arrumá-lo, dar café, levá-lo e buscá-lo na escola. Almoçar em família, gravar meus vídeos, administrar a casa, trabalhar fora“, explicou logo a princípio Karina.

Confira texto na íntegra aqui:

Logo em seguida, a apresentadora ainda afirmou que não importa o tempo de leitura, mas sim o quanto você se entrega para Deus: “Ser cristã não é sobre o ‘tempo de Bíblia’ que dedicamos e sim o quanto a compreendemos e colocamos em prática em nosso cotidiano.“, refletiu. “Não importa se você lê a Bíblia 10 minutos ou 10 horas por dia. Importa sim o quanto a vivencia. 24 horas seria o ideal.“, disse ainda.

Separação – saiba mais

Karina e Amaury não formam mais um casal. Depois de quatro anos de união, o matrimônio chegou ao fim e o motivo, supostamente, teria sido o fanatismo religioso da youtuber. Segundo informou o colunista Léo Dias, no portal ‘Metrópoles’, isso teria afastado os dois, já que Bacchi só tinha tempo para as coisas da igreja.

++ Antonia Fontenelle nega que tinha “casamento aberto” com Marcos Paulo

Se dedicando menos, ou quase nada, ao seu casamento, a relação com Amaury teria se desgastado, ainda que o empresário tivesse se convertido. Além disso, ainda conforme as informações do jornalista, Nunes preferia seguir na Igreja Batista, enquanto Bacchi para a congregação evangélica.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.