Karina Bacchi desabafa sobre julgamentos: “Não pode nem sorrir”

Nessa última terça-feira (24), a atriz e apresentadora Karina Bacchi, 45 anos, fez um verdadeiro desabafo durante a entrevista em seu podcast “Positivamente”, com a ex-jogadora de vôlei Paula Barros. Na ocasião, a ex-esposa de Amaury Nunes afirmou que, muitas vezes, se sente reprimida em relação a expor os próprios pensamentos por temer o julgamento excessivo das pessoas.

++ Amaury nega que fanatismo religioso de Karina Bacchi motivou o divórcio

Karina Bacchi fala sobre críticas e julgamentos excessivos

Logo a princípio Karina desabafa: “Está difícil até a gente expor as nossas opiniões, mesmo que a gente não esteja falando contra outras pessoas ou outras escolhas. Quando a gente fala da nossa própria vida, da nossa própria escolha. Parece que nem isso a gente pode!“, disse.

Em seguida a famosa continua: “Se você está sorrindo muito, você tem preconceito com quem é banguela, né? ‘Ai, não sorri tanto, porque quem é banguela vai se sentir menor.’ Acho que, a partir do momento que a gente mantém o respeito, a gente tem que saber também se posicionar“, ponderou.

Atriz defende o direito de expor sua fé

Evangélica, Karina também falou sobre o assunto de um ponto de vista mais religioso: “Eu percebo que muitos cristãos às vezes estão se sentindo envergonhados, se sentindo desencorajados até a falar da sua fé. Porque, se você está falando da sua fé, é sinal de que você é contra o outro que não tem fé.“, disse.

++ Após polêmica de separação, Karina Bacchi nega ler Bíblia 10h por dia

Na sequência ela reflete: “A Palavra de Deus nos pede para que a gente se comunique e transmita a Palavra. Eu acho que quem tem a real conversão não consegue ficar de boca fechada, né? É natural, é mais forte do que a gente!“, finalizou.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.