Gusttavo Lima nega que tenha se aproveitado de dinheiro público

Nessa última segunda-feira (30), Gusttavo Lima, 32 anos, compartilhou um vídeo em seu feed do Instagram onde fala sobre a polêmica dos cachês milionários pagos por prefeituras de cidades pequenas sem licitações, que envolve muitos artistas sertanejos. Vale lembrar que, atualmente, o cantor está sendo investigado devido aos altos cachês milionários que vem recebendo.

++ Assessoria de Gusttavo Lima desmente discurso político durante show em Brasília

Gusttavo Lima comenta sobre polêmica de cachês milionários

Em meio a lágrimas, o músico desabafou: “Diante de tudo isso que está acontecendo, muitas inverdades sobre meu nome, sobre minha carreira. Vocês sabem da minha índole, do meu caráter. Quando a gente mexe com honra e caráter, tem pessoas por trás, então queria que vocês tivessem mais cuidado.“, pediu logo a princípio.

Sertanejo nega que tenha se aproveitado do dinheiro público

Em outro trecho, o sertanejo afirmou que nunca se beneficiou do dinheiro público para os seus shows com alta produção: “Nunca me beneficiei de dinheiro público, empréstimo, ou algo do tipo. Minha vida foi sempre trabalhar. Em 2019 fiz quase 300 shows. Temos uma equipe gigantesca. Não compactuo com dinheiro público. Pago todos os meus impostos em dia.“, garantiu.

Assista vídeo completo aqui:

Cantor fala sobre inveja

Em seguida, o Embaixador cita inveja de terceiros por ele fazer tanto sucesso: “(…) Se o que a gente tem é nossa música, nossa voz, a gente ganha dinheiro com isso. Nunca pensei que ser bem-sucedido no Brasil traria tanta inveja, tanta coisa ruim. Às vezes dá vontade de sumir pra ver se essa perseguição acaba. Vocês podem ter certeza que sou um cara 100% correto, 100% honesto nas minhas coisas.”, desabafou ainda.

++ Pai de Anitta revela situação antiga entre a filha e Zé Netto: “Inveja”

Por fim, o marido de Andressa Suita ainda demonstrou irritação ao dizer que tem sido criticado sobre o assunto como se fosse um criminoso: “O peso que estou aguentando de tanta gente me batendo, me es*** (…) como se eu fosse um criminoso. (…), mas aqui não existe coisa errada. Aqui existe apenas um lema: trabalho, trabalho, trabalho. Tudo que conquistei saiu daqui [da voz]. Sobre dinheiro público, não tenho nenhuma ligação. Não quero dinheiro do povo. Eu cumpro com a lei.“, afirmou.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee