Kim Kardashian nega ter danificado vestido de Marilyn Monroe

Kim Kardashian, 41 anos, negou ter danificado um dos vestidos mais cativantes do acervo de Marilyn Monroe, morta em 1962. Após diversas acusações e críticas, a socialite alegou ter sido extremamente ‘cuidadosa’ com peça usada no “MET Gala 2022”. O evento ocorreu em maio, na cidade de Nova York.

++ Bizarro!Kim Kardashian diz que usaria fralda para se manter arrumada

No início dessa semana (13/06), o nome de Kim ficou na mira dos holofotes após internautas discutirem o estado em que a peça, teria sido entregue após o evento. Mas, de acordo com as informações do “Daily Mail” dessa última terça-feira (14), uma fonte próxima a socialite negou as alegações, afirmando que as imagens divulgadas na Internet “não são precisas” e que as acusações de que ela teria danificado o vestuário são completamente falsas.

Kim Kardashian emagreceu para caber em vestido de Marilyn Monroe, mas resultado foi desastroso – entenda

Há 60 anos, Monroe estava com o vestido ao cantar “Happy Birthday” pelos 45 anos do presidente John F. Kennedy. t. Atualmente ele está sendo avaliado no valor de US$ 5 milhões (aproximadamente R$ 25,5 milhões). A peça teria sido emprestada por funcionários do ‘Ripley’s Believe It Or Not Museum’ para a socialite que chegou perder 7 kg. A empresária desfilou no tapete vermelho do evento por 15 minutos com a vestimenta. No entanto, a estilista teria usado uma réplica para seguir no evento, porque mesmo emagrecendo, o original ainda não teria servido com folga para que ela pudesse circular por horas na baile.

Em uma entrevista concedida antes do “MET”, Kim avisou que evitaria qualquer risco de danificar o vestido. Mas, o perfil “The Marilyn Monroe Collection” compartilhou fotos da peça ‘antes’ e ‘depois’ para denunciar o ‘estrago’ que a personalidade acabou causando no modelo. (Veja fotos na galeria acima!)

++ Kim Kardashian revela que irá sair dos holofotes em 5 anos

Internautas criticam Kim Kardashian

Após as fotos serem divulgadas, não demorou muito para que houvesse uma chuva de críticas dos internautas em cima da socialite: “A Kim Kardashian devia ser presa e multada por ter alargado o vestido da Marylin, isso aqui era acervo histórico!!!“, disse logo a princípio uma seguidora, indignada. “Não era mais fácil só usar uma réplica?“, questionou outro. “Não há nada de esplendido em acabar com uma peça histórica.”, lamentou mais um.

Saiba mais

Na época do “MET Gala”, o ‘Ripley’s Believe It or Not’ afirmou que todos os cuidados para preservar a peça rara foram tomados no empréstimo para a empresária: “Com informações de conservacionistas, avaliadores e arquivistas de roupas, a condição da roupa era a principal prioridade. Acredite ou não! nenhuma alteração foi feita no vestido e Kim até usou uma réplica após o tapete vermelho.“, afirmou.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.