“JN” desmente fake news e detona Bolsonaro: “Afronta à democracia”

Na noite desta última segunda-feira (19/09), o “Jornal Nacional” (“JN”) desmentiu trechos de vídeos adulterados que apontavam Jair Bolsonaro (PL) à frente de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas pesquisas de intenção de voto na eleição de 2022. Na ocasião, William Bonner também criticou as declarações do presidente que afirmou que não aceitará outro resultado senão o da vitória dele no primeiro turno.

++ 20 famosos que declararam apoio ao Bolsonaro

Bolsonaristas usam tecnologia para espalhar fake news nas eleições de 2022

Logo a princípio, Renata Vasconcellos alertou os telespectadores para as chamadas “deep fakes”, tecnologia que usa inteligência artificial para manipular imagens em movimento: “Entre outras coisas, ela permite adulterar o movimento dos lábios de alguém e transplantar um trecho de uma fala de um determinado ponto para outro mudando completamente o conteúdo de uma notícia, por exemplo.“, explicou a jornalista.

Renata Vasconcellos alerta expectadores sobre notícias falsas

Em seguida, a Globo exibiu alguns vídeos em que o conteúdo do telejornal foi alterado para dar vantagem a Bolsonaro. Posteriormente, Vasconcellos frisou que os vídeos foram compartilhados massivamente na Internet para desmerecer as pesquisas e desinformar os eleitores: “Alguns dos mais compartilhados exibem áudio e vídeo adulterado para afirmar que o candidato à reeleição Jair Bolsonaro estaria à frente na pesquisa de intenção de voto do Ipec, o que é falso. A pesquisa mostrou o oposto do adulterado“, acrescentou a âncora.

Desde 15 de agosto até hoje, as pesquisas do Ipec e do DataFolha apresentadas aqui no JN mostraram o candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, como o que tem a maior intenção de voto. Em todas elas, Bolsonaro apareceu em segundo lugar“, arrematou Bonner na sequência.

++ Eleições 2022: Veja 20 famosos que apoiam Lula e seu partido

Jair Bolsonaro é detonado no “Jornal Nacional”

Por fim, William ressaltou que a divulgação dos vídeos coincidiram com declarações públicas de Bolsonaro sobre não aceitar o resultado das urnas: “A distribuição desses vídeos falsos coincidiu com declarações públicas do candidato Bolsonaro em que despreza as pesquisas eleitorais dos institutos Ipec e DataFolha, afirmando sem nenhuma base nos fatos que qualquer resultado das urnas que não seja a vitória dele em primeiro turno significará que algo errado terá ocorrido no TSE.“, e detonou o candidato: “Levantar suspeitas sobre a Justiça Eleitoral é uma afronta à democracia brasileira e deve ser denunciado.“, disparou.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também  no Instagram para mais notícias do PaiPee.