Kanye West é suspenso do Instagram e Twitter por posts considerados antissemitas

186

Kanye West continua rendendo polêmicas! Neste último final de semana, a conta do rapper foi suspenso do Instagram após publicações consideradas antissemitas. Ainda, na última semana, YE apareceu em um evento de moda, em Paris, com uma camiseta escrita ”Vidas Brancas Importam”.

++Kanye West diz que movimento ‘Black Lives Matter’ é uma farsa

Em seu perfil oficial no Instagram, West publicou capturas de tela de conversas com o rapper Sean Diddy, que também criticou sua mensagem na semana de moda. Porém, na legenda, Kanye West acrescentava:  “Jesus é judeu. Isso não é um jogo. Vou usar você como exemplo para mostrar ao povo judeu que disse para você me ligar, que ninguém pode me ameaçar ou influenciar. Eu disse que isso era uma guerra. Agora vá arranjar alguns negócios para você”.

++Kanye West chama família Kardashian de mentirosa e detona: “É assim que vocês interpretam os pais negros”

Com isso, a NBC News confirmou em conversa com um porta-voz da meta que explicou a situação de West e a suspensão. “Instagram excluiu o conteúdo da página do Instagram de Ye (Kanye) e restringiu a conta depois que a empresa disse que ele violou suas regras e diretrizes”, pontuou.

Incomodado com a decisão, o rapper voltou ao seu perfil no Twitter e continuou a destilar suas opiniões, inclusive usou o espaço para criticar o CEO da plataforma, Mark Zuckerberg.

Por lá, Kanye West continuou a afirmar que atacaria os judeus em uma nova publicação:  “Estou um pouco sonolento esta noite, mas quando eu acordar vou morrer com 3 do POVO JUDEU. O engraçado é que eu realmente não posso ser anti-semita porque os negros também são judeus”. Pouco tempo depois, o post foi deletado da plataforma.

Ao que tudo indica, Kanye também foi suspenso do Twitter. Na postagem excluída, aparece a seguinte a mensagem: “Este Tweet violou as Regras do Twitter”.

Comitê Judaíco Americano (CJA) se pronuncia sobre declarações de Kanye West

Diante da grande repercussão das declarações de Kanye West, o Comitê Judaico Americano (AJC) usou suas redes sociais para se manifestar contra o artista. Para a organização, Kanye West fez apologia antijudaícos.

“A semana de Kanye West consistiu em: Rebatidas incoerentes carregadas de tons racistas e anti-semitas feitos no principal programa de notícias por cabo do país e publicações antijudaicas compartilhadas com os seus 18 milhões de seguidores no Instagram. Essas postagens são perigosas”, escreveu a organização.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.