Missionário, Max Dacampo confirma denúncias de tráfico de crianças

261

No último sábado (08) a ex-ministra Damares Alves, chamou atenção das pessoas ao alegar durante um culto a existência de tráfico infantil na Ilha de Marajó, no Pará. Após a grande repercussão de sua fala, o missionário e diplomata Max Dacampo, confirmou a existência desses crimes na região.

++MC Loma celebra primeiro mês da filha, Melanie: “Minha joia rara”

O humanitário é envolvido em causas parecidas, e luta contra esses crimes de tráfico de pessoas. Em seu perfil do Instagram, Max gravou um vídeo falando a respeito do assunto, e afirmou que a região norte do país sofre com a exploração infantil:

“Vocês não fazem ideia de como o ser humano pode ser mau e cruel. Eu vi e ouvi, aqui no Amazonas, histórias de crianças que fazem se** oral por R$ 5,00. Eu não vou falar onde que é o lugar”, disse ele.

Em seguida, o missionário chama atenção para situação e pede para as pessoas se comoverem: “Se isso não te causou indignação. Se você não chorou vendo este vídeo, você não ama ninguém”, disparou.

++Após confusão de separação, Jojo Todynho bate com carro

Após as declarações da ex-ministra, o Ministério Público Federal começou a cobrar o setor responsável do governo para que possam tomar as medidas necessárias. O assunto despertou a indignação das pessoas.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.