Beyoncé nega acusação de ter dado calote em designer de moda: “Foi enviado a ele”

16

Nesta semana, mais uma polêmica envolvendo o Pop deu o que falar. A cantora Beyoncé, que recentente foi acusada de não ter realizado o pagamento de um designer de moda que trabalhou em seus ensaios do álbum Renaissance, emitiu por uma declaração por meio de sua equipe negando o calote.

++Beyoncé deve lançar turnê de Renaissance e pode voltar ao Brasil, diz site

De acordo com a Billboard, Nusi Quero afirmou por meio de publicações em seu Instagram, que não havia recebido o pagamento pelos seus trabalhos em parceria com a estilista da cantora, Marni Senofonte.

++Após 1 mês de lançamento, fãs de Beyoncé cobram por divulgação de seu álbum “Renaissance”

“É profundamente preocupante que o designer Nusi Quero tenha postado declarações prejudiciais sobre Marni Senofonte sobre falta de pagamento por trabalhos concluídos”, disse um representante de Beyoncé em comunicado para a imprensa. “Na verdade, ele foi pago pelo seu trabalho e há provas de todos os pagamentos feitos.”

“O primeiro pagamento foi feito em 9 de maio de 2022. O segundo pagamento, um adiantamento de 50% sobre o custo acordado, foi feito por transferência eletrônica em 8 de julho de 2022″, diz o texto.

“Após uma comunicação persistente e exaustiva para obter as informações corretas de sua conta e duas tentativas de transferência eletrônica sem sucesso, um cheque físico foi enviado a ele para pagamento final em 29 de setembro de 2022”, concluiu o comunicado.

Nusi Quero não se pronunciou sobre a resposta até o momento.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.