Entenda nova regra de tributação para compras em sites internacionais

71

Uma nova regra para compras em sites internacionais zera a alíquota de importação em até US$ 50 em empresas de comércio eletrônico que se inscreveram no Remessa Conforme. A novidade deverá trazer mais agilidade na entrega dos produtos, mas eles podem ficar encarecidos com a nova medida.

++Ex-militar dos EUA afirma ter visto uso de tecnologia alienígena

Murilo Viana, especialista em contas públicas e consultor sênior da GO Associados, fez uma avaliação da Remessa Conforme em entrevista à CNN Rádio. A alíquota será zerada pela Receita Federal a partir desta terça-feira (1º) em empresas como Shopee, Ali Express e Shein, algumas das mais famosas no Brasil.

As empresas de comércio eletrônico que aderirem ao Remessa Conforme terão tributo estadual de 17%. “Há pressão e necessidade de aumentar a arrecadação e dar endereçamento à situação de desequilíbrio de concorrência com a indústria nacional”, explicou Murilo.

++Entenda a artroplastia, cirurgia que Lula fará para corrigir problema no quadril

O especialista disse que o aumento nos valores dos produtos dependerá da capacidade das empresas em manter a margem de lucro. “Lembrando que essas empresas que aderirem ao programa terão uma entrada facilitada, menos burocrática e onerosa”, afirmou. Apesar disso, os 17% cobrados podem encarecer as compras.

Apesar do aumento nos preços, as entregas poderão ser mais ágeis com um novo processo aduaneiro. “Quem tem costume sabe que é comum ficar preso em Curitiba durante um bom tempo”, comentou Murilo.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook no Twitter e também  no Instagram para mais notícias do PaiPee.