Mulher de Zé Vaqueiro desabafa sobre a luta diante da internação de seu filho na UTI: “Não consigo mais chorar”

129

No último domingo (17), a empresária Ingra Soares, mulher do cantor Zé Vaqueiro, utilizou suas redes sociais para compartilhar um desabafo sobre a internação de seu filho Arthur, que nasceu com Síndrome de Patau. A malformação congênita, resultante da síndrome da trissomia do cromossomo 13, trouxe desafios para a família, mas ela destaca a força e a superação como pilares fundamentais para enfrentar essa adversidade.

Desde o nascimento de Arthur em 24 de julho, ele tem permanecido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas recentemente alcançou um importante marco ao começar a respirar sem a assistência de aparelhos.  “Indo dar bom dia ao meu pequeno no hospital. Todo dia que estou nesse caminho ao hospital pra ver Arthur, fico pensando em quantos momentos eu já vivi em tão pouco tempo, relacionado ao meu emocional. E já tive dias bem piores, na minha gestação, quando estava indo pra médica, fazer exames, e hoje eu já estou em outro momento, outra fase”, celebrou.

++ Assessoria de Luisa Sonza nega crise entre cantora e Chico Veiga

“Eu achava que não ia conseguir, que tudo estava dando errado, ficava me perguntando ‘por que?’ e hoje eu falo a Deus: ‘pra que?’. Tenho tantos motivos pra agradecer e só eu sei o que aconteceu quando ganhei meu filho, os momentos de provações que passei”, completou.

Na sequência, Ingra ressaltou que irá se manter forte. “Eu não consigo mais chorar como eu chorava. Antes eu pegava o caminho e ia chorando, chorava na visita, voltava chorando. Aí pensei que não ia ser assim, comecei a me animar, a agradecer, a entender tudo. E minha família é meu combustível, minha força. Nunca me deparei com uma situação que eu não pudesse resolver e me deparei com essa, onde o que eu posso fazer é muito pouco. Eu sempre entreguei mais do que me pediam e agora está sendo bem mais forte isso”, afirmou.

++ Carmo Dalla Vecchia revela nunca ter consumado ato com mulheres

“Nós, mulheres, temos uma força tremenda. Sou filha de uma mulher forte, sou uma mãe forte e uma mãe muito forte. Tenho orgulho de mim, de tudo que passei e do que estou passando. Toda vez que vou e volto pra casa, volto mais forte. Não consigo mais me abalar como antes, como me abalava por qualquer coisa. As coisas passaram a ter um sentido diferente na minha vida. E que bom que a gente consegue ampliar nosso pensamento e nossa cabeça, sempre com pensamento positivo pra tudo. E eu decidi isso pra mim”, encerrou.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também  no Instagram para mais notícias do PaiPee.