Pela primeira vez o marido de Walewska fala sobre a morte da jogadora de vôlei

622

Nesta segunda-feira (25) Ricardo Mendes, marido da jogadora de vôlei Walewska Oliveira, falou pela primeira vez sobre a morte da esposa. Em entrevista para o portal “UOL”, o corretor de imóveis explicou os motivos que fizeram ele não comparecer no velório e enterro da amada.

++Após separação, Sabrina Sato fala sobre nova fase: “Solteira, feliz”

O corpo de Walewska foi enterrado no último sábado (23) na cidade Belo Horizonte, em Minas Gerais, e contou com a presença de familiares e amigos: “Por todo o amor que eu tenho por ela, se eu soubesse que ela iria tomar essa decisão, eu anularia minha vida e os meus sentimentos para continuar com ela”, declarou ele.

Em seguida, Ricardo contou que um amigo da família o aconselhou a não aparecer no enterro da esposa para evitar clima ruim com os parentes de Walewska: “Me tiraram o direito de me despedir do amor da minha vida. Estava com o bilhete aéreo emitido, um amigo da família disse que os pais dela orientaram eu não ir, até para preservar a todos pelo clima da tragédia”, disse ele.

A morte de Walewska ainda conta com alguns mistérios. A campeã olímpica caiu do 17º andar do prédio onde morava, no bairro nobre dos Jardins, em São Paulo. A polícia investiga se atleta decidiu encerrar com sua vida.

Irmão de Walewska afirma que Ricardo Mendes não entrou em contato com a família da atleta, e não arcou com nenhuma despesa do enterro

Para o portal de notícias “UOL”, Weslley Oliveira, irmão de Walewska Oliveira, afirmou que Ricardo Mendes não entrou em contato com os familiares da atleta. Além disso, ele também revelou que os R$ 20 mil reais gastos no enterro saíram do seu bolso, e não do marido da irmã:

“Nem eu, nem meu pai, nem minha mãe. Todas as tratativas no IML, a liberação do corpo da minha irmã, como eu moro em São Paulo, eu fiz tudo sozinho. Ele não participou de nada, não pagou nada”, disse ele.

++Maíra Cardi revela verdadeiro motivo para abandonar as redes

“Resolvi todas as burocracias, eu paguei todo o funeral. O marido da minha irmã não arcou com nada. Eu fiz o que tinha que fazer porque era minha irmã. Corri para o prédio no dia do incidente, resolvi todas as burocracias, eu paguei tudo. Tanto a parte do translado, até todos os custos gerais do funeral. No total foram R$ 20 mil de custos. O marido da minha irmã não arcou com nada”, completou. As declarações dos familiares de Walewska tem chamado atenção na mídia.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também  no Instagram para mais notícias do PaiPee.