Alok comenta o ataque do grupo Hamas e fala sobre a situação do seu pai que está no país

170

No último domingo (08) o DJ Alok, comentou o ataque do grupo islâmico palestino Hamas e tranquilizou os fãs a respeito da situação do seu pai, DJ Juarez Petrillo, que estava em Israel no dia do ataque. No “X”, o artista fez um desabafo sobre o assunto, e se mostrou surpreso com a situação caótica.

++Confira 17 celebridades que já foram processados

“Sobre os acontecimentos de hoje, estou consternado e ainda chocado com o ataque covarde aos milhares de inocentes com o uso de mais de 2500 mísseis na invasão em diversos locais no sul de Israel. Como muitos de vocês sabem, o meu pai estava em um desses locais invadidos e sobre a relação dele com o evento em que estava, ele não é o realizador. O meu pai foi contratado a se apresentar em um evento que licenciou os direitos de uso do nome do festival, como já aconteceu em diversos outros países”, explicou.

Em seguida, Alok afirmou que seu pai estava bem, e que aguardava orientações para retornar ao Brasil: “Todas essas informações fiquei sabendo hoje após inúmeras tentativas de contato. Ainda sobre o meu pai, ele está seguro em um bunker aguardando direcionamento para retornar ao Brasil. Minhas orações pelos desaparecidos, pelo povo da região que são vítimas dessa guerra cruel e pelos familiares que sentem dor nesse momento. Muita tristeza”, completou.

Resposta de Israel e número de feridos nos ataques 

++Luan Santana revela curiosidade sobre início de sua carreira

Segundo fontes do setor da saúde da região, o número de palestinianos mortos pelos bombardeamentos retaliatórios de Israel em Gaza ronda os 415, e há pelo menos 2.300 feridos. Já os ataques do Hamas mataram cerca de 700 israelenses, além de deixar mais de 2.400 pessoas machucadas.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também  no Instagram para mais notícias do PaiPee.