Regina Duarte afirma que foi rejeitada ao tentar voltar para o meio artístico

392

Neste último final de semana, a atriz Regina Duarte, falou sobre seu retorno aos palcos após seu envolvimento com o meio político. Em entrevista para o portal “Uol”, a artista explicou que foi rejeitada em 2022 quando tentou retornar ao meio artístico e que não se arrepende de ter trabalhado no governo de Jair Bolsonaro como secretária da cultura.

++Luciana Gimenez revela que está pronta para encontrar um novo amor

Na conversa, Regina ressaltou que enfrentou um “limbo” na sua profissão: “Tentei fazer teatro no ano passado [2022], mas os dois textos que escolhi não foram aprovados pelos autores. Não quiseram se envolver comigo, por suas razões, que eu entendo perfeitamente”, contou.

Em seguida, a ex-global falou sobre as dificuldades que enfrentou: “Então, fiquei assim, meio no limbo, ano passado todo, e no início deste ano o anjo jogou umas folhas em cima de mim”, declarou.

Ao ser questionada sobre seu trabalho na gestão do ex-presidente, Jair Bolsonaro, a atriz declarou que não se arrepende de ter encerrado o contrato com a Rede Globo para aceitar o convite do ex-chefe de estado:

“Fui defenestrada, essa palavra me ocorreu agora há pouco, e não me arrependo. Pelo contrário, foi muito bom para mim”, disse ela. “Eu não estava preparada. Eu sabia disso, mas eu contava com Humberto [Braga, produtor cultural e secretário adjunto da pasta]”, completou.

Regina Duarte já foi uma das atrizes mais aclamadas do país, e protagonizou inúmeras novelas de sucesso na Rede Globo. O envolvimento da atriz com a política desagradou uma boa parte da classe artística.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.