Ludmilla nega acusações de intolerância religiosa no Coachella

59

Em meio a uma polêmica após seu segundo show no festival internacional Coachella, Ludmilla veio à público negar que tenha cometido intolerância religiosa. Lud afirmou que uma das imagens que passaram em seu telão foi tirada de contexto. Segundo a funkeira, as imagens transmitidas durante a apresentação de ‘Rainha da favela’ são de uma realidade da favela.

Ludmilla agita a web com apresentação no festival Coachella

“‘Rainha da favela’ apresenta a minha favela, uma favela real, nua e crua, onde cresci, mas infelizmente se vive muitas mazelas”, disse Lud. Durante sua apresentação no festival realizado na Califórnia, a cantora exibiu imagens de sua favela, e em uma delas constava a frase: “Só Jesus expulsa o Tranca Rua das pessoas”. A ‘Tranca Rua’ faz parte de religiões de matriz africana populares no Brasil. Dentro da cultura da religião, ele é conhecido por abrir caminhos a seus fiéis.

Brunna Gonçalves mostra bastidores do show de Ludmilla no Coachella

Após a repercussão negativa, Lud se pronunciou através de suas redes sociais e afirmou estar sendo colocada em uma posição totalmente contrária à sua. Segundo Lud, sua intenção para o show do Coachella foi levar a realidade das favelas ao palco. Para ser um retrato real, sem ser uma vitrine para ‘gringos’. “Respeito todas as pessoas como elas são, e independente de qualquer fé, raça, gênero, se#ualid@d3 ou qualquer particularidade de que façam elas únicas”, concluiu Lud.

 Conteúdo de fact-checking do PaiPee.


Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.