Tadeu Schmidt fala sobre LGBTs: “Não existe nada de errado”

64

Na manhã desta sexta-feira (21/09), a revista “Quem” publicou uma entrevista com Tadeu Schmidt, de 49 anos. Pai de uma jovem LGBTQIA+, o contratado da TV Globo disse que se tornou um aliado da comunidade e refletiu sobre preconceito.

++ Filha de Tadeu Schmidt largou faculdade após sofrer homofobia

Tadeu Schmidt reflete sobre preconceito contra pessoas LGBTQIAPN+: “Nada errado ou ruim”

Para quem não sabe, Tadeu é pai de Valentina, que há dois anos se declarou queer e parte da comunidade LGBTQIAPN+. O jornalista acredita que estamos caminhando para uma sociedade sem preconceito, mesmo tendo a certeza de que não chegará a vivenciar este momento: “Não tenho a pretensão de ver esse futuro, mas imagino que daqui a 200 anos vão olhar para trás e pensar ‘meu Deus do céu, no século 21 as pessoas se importavam com a orientação dos outros por quê?’“, declarou ele logo a princípio. “O que interessa a orientação de alguém? Isso não me diz respeito e mais: não tem absolutamente nada que diga que é errado ou que é ruim.“, frisou na sequência.

Apresentador do “Big Brother Brasil” acredita que preconceito irá acabar

Eu cresci numa sociedade homofóbica. Sou de uma geração absolutamente homofóbica, que ia para o estádio e atacava o outro por xingamentos homofóbicos, que fazia piada homofóbica, que criticava alguém e falava assim ‘ah, fulano tem sucesso, mas é gay, né?’, como se isso fosse um problema.“, contou. “Erámos mais preconceituosos no passado, estamos menos preconceituosos hoje e seremos muito menos preconceituosos no futuro até um ponto em que vai acabar o preconceito. É um caminho inexorável, não tem como voltar atrás“, voltou a dizer.

++ Tadeu Schmidt revela que fumou maconha e se arrependeu

Jornalista aconselha pais de filhos que fazem parte da comunidade: “Esquece isso”

Em outro momento, Schmidt mandou um recado para os pais que não aceitam ou têm dificuldades em aceitar filhos LGBT+: “Para os pais que estão passando por esse momento de descoberta: não tem nada de errado. Não tem porque você ficar se preocupando, criticando. Não existe nada de errado na orientação da pessoa. Isso diz respeito a ela“, declarou. “Errado é trair, é você ser um casal hétero e ter várias amantes. Errado é ser desonesto, ser mentiroso. Agora a orientação da pessoa? Esquece isso.“, disparou o jornalista que acrescentou: “Cada um que viva do jeito que quiser. Pelo amor de Deus, isso é muito ultrapassado (…).”, disse.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.