Álcool causa 2,6 milhões de mortes por ano no mundo, alerta OMS

9

Um novo relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta terça-feira (25) destacou que o álcool provoca 2,6 milhões de mortes todos os anos no mundo.

++ Barcelona, Veneza e mais cidades enfrentam problema com turismo em massa

Assim, a agência da ONU observou que o consumo de álcool é atribuível a uma em cada 20 mortes no mundo todos os anos devido a acidentes de trânsito, problemas de dependência e doenças cardiovasculares, câncer ou cirrose.

Com isso, o relatório, baseado em dados de 2019, as últimas estatísticas disponíveis, estima que 2,6 milhões de mortes no mundo neste ano são atribuídas ao consumo de álcool e que os homens representam quase 75% das mortes.

Além disso, a OMS destacou que houve “uma certa redução no consumo de álcool e nos danos relacionados em todo o mundo desde 2010”, mas que as consequências sociais e os encargos para os sistemas de saúde permanecem “inaceitavelmente altos”.

++ Carros afetados por enchentes no RS são vendidos por até 60% do valor em leilões

O relatório revela que os jovens são afetados de forma desproporcional e que o grupo mais prejudicado, que corresponde a 13% das mortes, é o das pessoas entre os 20 e os 39 anos.

A saber, o consumo de álcool está vinculado a doenças como a cirrose e alguns tipos de câncer.

Do total de mortes atribuíveis ao álcool em 2019, 474 mil foram por doenças cardiovasculares e 401 mil por diversos tipos de câncer. Além disso, foram registradas 724 mil mortes devido a lesões, seja por acidentes de trânsito ou por automutilação, indicou a OMS.

A dependência desta substância também torna as pessoas mais suscetíveis a contrair doenças infecciosas como tuberculose, HIV ou pneumonia.

Globalmente, cerca de 209 milhões de pessoas sofriam de dependência do álcool em 2019, 3,7% da população mundial.

A região com a maior taxa de consumo per capita é a Europa, seguida pelas Américas.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.