Agência da OMS classifica talco como ‘potencialmente’ cancerígeno

18

O talco foi classificado como potencialmente cancerígeno pela agência de câncer da Organização Mundial da Saúde (OMS), que também classificou a acrilonitrila, composto utilizado na produção de polímeros, como cancerígena.

++ Saiba por que o WhatsApp deixa de funcionar em celulares antigos

Com isso, especialistas do Centro Internacional de Pesquisa do Câncer (CIRC/IARC), reunidos em Lyon, França, publicaram seus resultados nesta sexta-feira (5) na revista The Lancet Oncology.

A saber, o talco, é um mineral natural extraído em muitas regiões do mundo, é “potencialmente cancerígeno” para os seres humanos, com base numa combinação de estudos parciais em seres humanos (câncer de ovário) e provas suficientes de animais de laboratório.

Assim, para a população em geral, a exposição ocorre principalmente através do uso de cosméticos e pós corporais contendo talco.

++ Governo brasileiro firma acordo com produtores para monitorar o preço do arroz

No entanto, os especialistas não descartam certos preconceitos nos estudos que demonstraram um aumento na incidência de câncer.

Embora a avaliação tenha se concentrado no talco que não contém amianto, não foi possível excluir que o talco estivesse contaminado com amianto na maioria dos estudos em humanos.

Em junho deste ano, a gigante farmacêutica americana Johnson & Johnson fechou um acordo definitivo com o sistema judicial de 42 estados dos Estados Unidos, em um caso onde o talco foi acusado de causar câncer.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook no Twitter e também  no Instagram para mais notícias do PaiPee.