Governo brasileiro firma acordo com produtores para monitorar o preço do arroz

11

O governo federal firmou um acordo com produtores e indústria do arroz para monitorar o abastecimento e os preços do grão no Brasil.

++ Prazo para trocar a antena parabólica termina em 18 de agosto

Além disso, lançou um programa para incentivar a produção do grão por parte de agricultores familiares.

Com isso, o acordo com o setor produtivo foi firmado na noite de quarta-feira (3), na presença dos ministros da Agricultura, Carlos Fávaro, e do Desenvolvimento Agrário (MDA), Paulo Teixeira, além do presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Edegar Pretto.

Agricultores e indústria se comprometeram em manter uma oferta regular de arroz e preços justos ao longo da cadeia – até chegar ao consumidor – além de manutenção de estoques nos centros consumidores e alternativas que favoreçam o abastecimento em regiões mais vulneráveis, explicou Andressa Silva, diretora executiva da Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz).

++ Deputados querem ‘imposto do pecado’ para carros elétricos e apostas

Em contrapartida, o governo não deve realizar leilões para importar o grão, embora a medida provisória que autoriza a operação ainda esteja vigente até setembro.

“O Senado Federal prorrogou, por mais 60 dias, a medida provisória que autoriza o governo a fazer leilão. Então, está mantida ainda essa possibilidade. Claro que num diálogo, no compromisso que nós estamos firmando, nós esperamos que não seja necessário o governo utilizar deste mecanismo”, disse o presidente da Conab, em vídeo publicado nas suas redes sociais, após o acordo com o setor.

Vale lembrar que em maio e junho, o governo tentou, sem êxito, trazer arroz de outros países após enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul, estado que responde por 70% da produção. Na época, o RS já tinha colhido 80% da safra e associações afirmavam que não havia necessidade de trazer o produto de fora.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook no Twitter e também  no Instagram para mais notícias do PaiPee.