É falsa foto que mostra casal investigado com selo de apoio a Haddad

106

Circula pelas redes sociais uma foto que mostra as suspeitas de assassinato Ana Flávia Menezes Gonçalves e sua companheira, Carina Ramos, com um selo de apoio ao candidato do PT à Presidência em 2018, Fernando Haddad, e a sua vice, Manuela D’Ávila.

Circula pelas redes sociais uma foto que mostra as suspeitas de assassinato Ana Flávia Menezes Gonçalves e sua companheira, Carina Ramos, com um selo de apoio ao candidato do PT à Presidência em 2018, Fernando Haddad, e a sua vice, Manuela D’Ávila (Foto: Divulgação)

As duas mulheres, que tiveram a prisão temporária decretada, estão sendo investigadas pela Polícia Civil de São Paulo por possível envolvimento na morte dos pais de Gonçalves – Romuyuki e Flaviana – e do irmão, Juan Victor.

Os corpos deles foram encontrados no porta-malas de um carro incendiado em uma estrada de São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, na madrugada de 28 de janeiro.

No entanto a foto com o selo de Haddad é uma montagem. O selo de apoio ao então candidato do PT em 2018, Fernando Haddad, foi sobreposto digitalmente a uma imagem compartilhada por Ana Flávia Gonçalves em seu perfil pessoal no Facebook no dia 22 de julho de 2018. Ela utilizou essa imagem como foto de perfil, mas sem o selo de apoio ao petista.

Nos perfis do Facebook de Ana Flávia Gonçalves e Carina Ramos não há nenhuma foto em defesa de Haddad ou de qualquer outro político. Além disso, nenhuma das duas também curtiu qualquer página de apoio a um político ou partido.

Conteúdo de fact-checking do Pipeify.