Limite ou censura? Entenda a polêmica envolvendo o filme de Danilo Gentili ‘Como se Tornar o Pior Aluno da Escola’

Polêmica! O filme de Danilo Gentilli, ‘Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola’, lançado em 2017, veio à tona recentemente depois de estrear no catálogo da Netflix. Os assinantes do streaming repararam em uma cena protagonizada por Fábio Porchat e consideraram ser apologia à crimes de abusos contra crianças.

++Mariana Rios revela que teve sua adição reduzida por síndrome: “Perdi 30%”

Na cena em questão, o personagem de Fábio Porchat fala com dois jovens garotos: “Vocês são amigos, amigos não brigam. Vamos esquecer tudo isso? Deixar isso de lado? A gente esquece o que aconteceu e em troca vocês batem uma p**** pro tio”.

++Voluntários de guerra! Quem são os heróis que arriscam a vida para lutar na Ucrânia?

Os comentários tomaram as redes sociais, dividindo as opiniões: alguns acreditam que interditar a transmissão do filme no streaming seja censura, outros acreditam que seja necessária a remoção do longa, uma vez que deve haver um limite para o humor, principalmente em um filme classificado para a faixa de 14 anos.

Censura ou não, o Ministério da Justiça e Segurança Pública determinou, por medida cautelar, que o filme seja removido das plataformas de streaming e proibiu o aluguel digital do longa. Segundo o despacho no Diário Oficial da União, aderiram “a necessária proteção à criança e ao adolescente consumerista”. O não acatamento das empresas de streaming e TV, podem pagar até R$ 50 mil de multa diária.

A discussão nas redes sociais levantaram, inclusive, uma suposta estratégia de ‘bolsonaristas’ atacar Gentili, que deixou de apoiar o presidente, e também para desviar o foco do aumento do preço da gasolina. O humorista respondeu a polêmica em seu Twitter, pontuando também, a polarização política do momento.

Danilo Gentili via Twitter

Em nota, a Globoplay declarou que não vai remover o filme de seu catálogo, até porque o Ministério da Justiça já havia determinado a classificação do filme à época de seu lançamento.

“O Globoplay e o Telecine estão atentos às críticas de indivíduos e famílias que consideraram inadequados ou de mau gosto trechos do filme Como Se Tornar O Pior Aluno Da Escola mas entendem que a decisão administrativa do ministério da Justiça de mandar suspender a sua disponibilização é censura. A decisão ofende o princípio da liberdade de expressão, é inconstitucional e, portanto, não pode ser cumprida.

As plataformas respeitam todos os pontos de vista mas destacam que o consumo de conteúdo em um serviço de streaming é, sobretudo, uma decisão do assinante – e cabe a cada família decidir o que deve ou não assistir.

O filme em questão foi classificado, em 2017, como apropriado para adultos e adolescentes a partir de 14 anos pelo mesmo ministério da Justiça que hoje manda suspender a veiculação da obra.”

Até o momento, a Netflix não se posicionou a respeito da decisão do Ministério da Justiça. Cabe lembrar que o filme de Danilo Gentili ficou no ranking dos mais assistidos, quando lançado na plataforma.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.