Indiciado por crime de lesão corporal, Nego do Borel tem medo de ter passaporte apreendido

Após ser indiciado pelo crime de lesão corporal contra uma de suas ex-namoradas, a assessora de imprensa Swellen Sauer, Nego do Borel teme ter seu passaporte apreendido e não poder retornar aos Estados Unidos como planejava. O cantor só decidiu voltar para o Brasil por causa de seu aniversário de 29 anos, completados no último dia 10, e também para tratar da locação da casa em que vivia no Rio de Janeiro.

++ Nego do Borel é indiciado por agressão a ex-namorada, Swellen Sauer

Sua intenção era viajar o mais depressa possível de volta para o exterior, onde pretendia morar em definitivo. No momento, ele esta tenso, correndo contra o tempo, com medo de não poder voltar.“, revelou nessa sexta-feira (23), uma fonte próxima do artista, em entrevista ao jornal Extra.

Nego do Borel tenta se livrar de acusações

Assim como fez com sua ex-noiva Duda Reis, o funkeiro agora quer registrar uma ocorrência contra Swellen Sauer, alegando também estar sendo vítima de acusações mentirosas por parte dela. Sendo assim, a defesa do funkeiro trabalha para processar e desmentir a assessora de imprensa, na tentativa de livrá-lo da acusação.

Mais sobre o caso

O cantor foi indiciado pela delegada Giselle do Espírito Santo, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá, pelo crime de lesão corporal no âmbito da violência doméstica praticado com Swellen Sauer. As investigações, concluídas na última terça-feira, mostraram que a jovem sofreu diversas violências do artista. O caso foi enviado ao Ministério Público.

++ Polícia indicia mãe de Nego do Borel por agressão à enteada

Funkeiro nega crimes

O músico nega que tenha cometido algum crime e ainda questiona a inexistência de boletins de ocorrência feitos na época em que Swellen afirma que as agressões ocorreram.