Morre em acidente ex-assessor de Gabriel Monteiro que prestou depoimento com colete à prova de balas

Morreu na noite do último sábado, 28, o ex-assessor do vereador Gabriel Monteiro, Vinicius Hayden Witeze, em um acidente de carro na RJ-130, estrada que liga Teresópolis a Nova Friburgo, na região Serrana do Rio. Vinícius havia prestado depoimento na última quarta, 25, em um processo que pode deliberar a cassação do vereador, usando colete à prova de balas. Segundo informações da assessoria da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, o ex-assessor afirmou que estava sofrendo ameaças de morte.

++Ex-assessor de Gabriel Monteiro usa colete à prova de balas em depoimento no Rio

O acidente está sendo investigado pela 110° DP de Teresopólis e, segundo informações preliminares dos agentes da perícia no local, o motorista perdeu a direção do veículo ao entrar em uma curva da rodovia. Vinicius estava acompanhado de uma mulher, que sobreviveu ao acidente e relatou que não houve interferências de terceiros no acidente.

++Caso não seja cassado pela Câmara Municipal, Gabriel Monteiro pode ser candidato a deputado federal

Em depoimento, a sobrevivente relatou, ainda, que o carro não estava em alta velocidade, já que havia sinais de problemas mecânicos por uso de gasolina de pouca qualidade. Para os  policiais, ela descartou qualquer situação estranha e afirmou que o acidente foi causado pelo desconhecimento da via, a escuridão e a sinalização precária da estrada.

Nas redes sociais, Gabriel Monteiro lamentou a morte do ex-assessor e prestou condolências à família. O parlamentar falou ainda sobre o acidente culminar em uma possível acusação contra ele.

Carro de Vinicius será periciado nesta segunda-feira 

A Polícia Civil vai realizar exame pericial no carro do ex-assessor de Gabriel Monteiro, nesta segunda-feira, 30, em Teresópolis, na região serrana no Rio. De acordo com informações, a perícia quer constatar se houve intervenção proposital na parte mecânica, elétrica ou no sistema de alimentação de combustível que pudesse culimar no acidente.

O sepultamente de Vinícius está previsto para acontecer na tarde desta segunda, às 16h, no Cemitério Municipal de Mesquita, na Baixada Fluminense. Ele deixa uma filha de 2 anos. Vinícius ia completar 34 anos no próximo dia 17 de junho.

Vinícius pediu reforço na segurança um dia antes de morrer 

De acordo com Teresa Bergher, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, Vinícius Hayden Witeze, telefonou para a parlamentar pedindo que ela disponibilizasse um segurança para ele.

“O procurador da Câmara, José Minc, me disse que seria necessário um ofício das testemunhas pedindo a segurança. Na sexta-feira o Vinícius ligou para o meu gabinete, pedindo segurança. Foi orientado a fazer um ofício com este pedido. Ele ficou de entregar o documento nesta segunda-feira, mas, infelizmente, não teve tempo. É tudo muito triste, muito chocante e estranho. Vamos aguardar a perícia no carro”, explicou Teresa Bergher.

Durante o depoimento no processo de cassação de Monteiro, Vinícius e Heitor Neto, que também é testemunha de acusação do vereador, haviam solicitado o reforço de segurança. Ambos relataram ameaças dos seguidores de Gabriel Monteiro, inclusive de morte.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.