Manoel Soares foca em ativismo social após demissão da Globo

113

Na sexta-feira, 23, após diversas polêmicas com a sua colega de programa Encontro, Patrícia Poeta, Manoel Soares foi demitido da Rede Globo. Desde a sua saída da emissora carioca, o apresentador tem focado ainda mais em projetos aos quais já estava envolvido anteriormente.

++Juliette curte arraiá de Bruna Marquezine acompanhada por campeão de crossfit

Manoel segue como um dos integrantes da Central Única das Favelas (CUFA), entidade presente em todos os estados brasileiros que atua na inclusão social e promove atividades nas áreas da educação, lazer, esportes, cultura e cidadania, a exemplo de grafite, DJ, break, rap, audiovisual, basquete de rua e literatura.

++Fontes próximas afirmam que Madonna estava gravando nova música com Katy Perry

“Se tem uma coisa que eu amo fazer é partilhar vivências. Hoje, tive a oportunidade de bater um papo maravilhoso com mais de 100 jovens de todo o Brasil que fazem parte da escola e ONG social Programadores do Amanhã, que forma em tecnologia meninos e meninas negras. Foi uma conversa franca, porém cheia de entusiasmo e esperança no futuro. Que honra e que projeto lindo”, contou o comunicador há cerca de dois meses.

O agora ex-global alterou a sua biografia no Instagram, reforçando o seu trabalho no ativismo, para: “pai, escritor e ativista social”.

Conteúdo de fact-checking do PaiPee.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook , no Twitter e também no Instagram para mais notícias do PaiPee.