Governo acaba com isenção de US$ 50 para compras internacionais; entenda

345

O Ministério da Fazenda anunciou que acabará definitivamente com a isenção da taxa de alíquota de importação para compras de até US$ 50 feitas em sites internacionais, como Shein e Shopee.

++Entenda o que é Drex, nome escolhido pelo Banco Central para o real digital

Esse anúncio foi feito pelo ministro Fernando Haddad (PT) e parlamentares. A decisão do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) começou a valer na última quarta-feira (9). Isso faz com que faça valer a taxa de e 17% de ICMS nos estados.

Já a taxação aos consumidores deverá ficar em 34%. A decisão em questão ainda deverá ser oficializada pelo governo federal. A portaria que passou a valer em 1º de agosto perdeu o efeito com a redução temporária da alíquota a zero.

++China quer limitar tempo de uso de celular de crianças e adolescentes; entenda

Ministério da Fazenda fala da decisão em isentar compras de até US$

Nesta quinta-feira (10), o Ministério da Fazenda lançou uma nota para confirmar a decisão do Confaz, em relação a isenção de taxas para compras internacionais de até US$ 50:

“Sobre a informação de que a isenção da alíquota de importação para compras de até 50 dólares vai acabar, o Ministério da Fazenda esclarece que o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) definiu a adoção, por todos os estados, da alíquota de 17% de ICMS em operações de importação por comércio eletrônico, com exigibilidade imediata, sem qualquer alteração na tributação federal. Paralelamente, continuam valendo todas as regras do programa de conformidade Receita Conforme, e prosseguem as negociações, sob o comando do ministério, quanto a futuros ajustes na alíquota federal.”

A medida do governo tem como objetivo manter as contas em dia após o aumento de investimentos.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook no Twitter e também  no Instagram para mais notícias do PaiPee.