China quer limitar tempo de uso de celular de crianças e adolescentes; entenda

104

A China está atenta ao tempo que os adolescentes e crianças utilizam a internet por dia e tomou medidas para diminuir o uso do aparelho. A medida do país vem para cultivar a “boa moralidade” e “valores socialistas” entre as pessoas da faixa etária.

++Defesa de Bolsonaro diz que vai recorrer da decisão que o deixou inelegível

Na última quarta-feira (2), foi divulgada uma proposta da Administração do Ciberespaço da China, principal regulador de internet do país, para que empresas de dispositivos móveis e lojas de aplicativos criassem um “modo para crianças e adolescentes”.

A medida seria para controlar o tempo de tela, limitando a duas horas diárias, o que pode depender da faixa etária. Caso seja aprovada, essa será mais uma das formas já implementadas com o fim de reduzir a exposição de crianças para “informações indesejáveis” na internet.

++Entenda nova regra de tributação para compras em sites internacionais

O projeto, que está em discussão até 2 de setembro, prevê que os aplicativos se fechem automaticamente quando o tempo de tela se esgotar. Ninguém com menos de 18 anos de idade poderá acessar as telas entre 22h e 6h com a nova configuração.

O tempo de tela para crianças e adolescentes na China

Crianças menores de oito anos poderiam usar os seus equipamentos por apenas 40 minutos por dia. Aqueles entre oito e dezesseis anos teriam uma hora, e com mais de dezesseis e menos de dezoito, até duas horas diárias.

Todas as faixas etárias receberiam um aviso de descanso após usarem seus telefones por mais de 30 minutos. A China também quer “divulgar os valores socialistas centrais” e “criar um senso de comunidade da nação chinesa”, diz o rascunho da medida.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook no Twitter e também  no Instagram para mais notícias do PaiPee.