Biden pede para americanos protegerem a democracia, em discurso

7

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, convocou os americanos, na sexta-feira (7), para uma defesa da democracia, apelando aos ideais dos soldados do Exército que escalaram os penhascos de Pointe du Hoc há 80 anos para alertar contra uma tendência ao autoritarismo.

++ Campanha de Biden contrata republicano para atrair eleitores ‘jamais Trump’

Com isso, o discurso de Biden traçou um contraste implícito com o rival Donald Trump.

O líder americano fez um discurso de 15 minutos em um bunker de concreto onde as tropas dos EUA tentavam desmantelar a artilharia alemã.

Biden disse que esses soldados – nenhum dos quais ainda está vivo hoje – gostariam que os seus concidadãos modernos fizessem a sua parte para se protegerem contra os autocratas.

“Eles não estão nos pedindo para escalar esses penhascos”, disse o democrata.

++ Brasileiros são campeões em envio de áudio e figurinhas no WhatsApp

“Mas eles estão nos pedindo para permanecermos fiéis ao que a América representa. Eles não estão nos pedindo para dar ou arriscar nossas vidas. Mas eles estão nos pedindo para cuidarmos mais dos outros em nosso país do que de nós mesmos.”, acrescentou Biden.

“Estão pedindo que façamos o nosso trabalho, que protejamos a liberdade no nosso tempo, que defendamos a democracia, que enfrentemos agressões no estrangeiro e em casa, para fazermos parte de algo maior do que nós mesmos”, prosseguiu o americano.

Assim, com a guerra mais uma vez à porta da Europa Ocidental e um rival republicano nas eleições americanas que se aproximam, Biden procurou usar o Dia D como um apelo à vigilância moderna.

“Ao reunirmos aqui hoje, não é apenas para homenagear aqueles que demonstraram uma bravura tão notável naquele dia, 6 de junho de 1944. É para ouvir o eco das suas vozes. Para ouvi-los. Porque eles estão nos convocando”, disse o presidente americano.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também  no Instagram para mais notícias do PaiPee.