Coreia do Norte diz que soldado dos EUA entrou no país; detalhes são divulgados

71

A Coreia do Norte informou publicamente, na última terça-feira (15), que um soldado chamado Travis King, do exército dos EUA, entrou em seu território. A informação foi divulgada pela KCNA, agência de notícias norte-coreana, que é controlada pelo governo do país.

++Lula condena mortes causadas por bala perdida e faz pedido: “Não pode sair atirando”

De acordo com o veículo, Travis demonstrou “sua vontade de buscar refúgio” na Coreia do Norte ou em qualquer outro país. A agência disse que o soldado havia decidido entrar no país porque “ele nutria ressentimentos contra maus-tratos desumanos e discriminação racial dentro do Exército dos EUA”.

King teria cruzado a linha da Coreia do Sul para o Norte em julho deste ano. A KCNA informou que sua invasão ao país foi algo ilegal. Uma apuração da CNN descobriu que o soldado enfrentou acusações de agressão no Sul e deveria retornar a Fort Bliss, no Texas, além de ser afastado do serviço militar.

++Governo acaba com isenção de US$ 50 para compras internacionais; entenda

Um oficial da defesa dos EUA disse que não foi possível verificar os comentários feitos pelo soldado, mas garantiu o emprenho do Departamento de Defesa em garantir o retorno seguro dele para o seu país.

Autoridades disseram à CNN que os Estados Unidos tentaram entrar em contato com norte-coreanos para saber atualizações sobre Travis, mas não obtiveram uma resposta substantiva até semana passada.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook no Twitter e também  no Instagram para mais notícias do PaiPee.